Noticia

TRABALHADORES DA COMPANHIA SIDERÚRGICA PECÉM - CSP CRUZAM OS BRAÇOS


15/01/2014

FOTO: SINTEPAV-CE

Cerca de 5 mil trabalhadores que laboram na obra da Companhia Siderúrgica Pecém cruzaram os braços na manhã de hoje 15/01/2014. Após várias denuncias feita ao SINTEPAV-CE, os trabalhadores decidiram pela paralisação alegando descumprimento de ACT – Acordo Coletivo de Trabalho. As principais reclamações são: atraso no pagamento de salários; atraso na cesta básica; atraso no pagamento do 13º salário; atraso no pagamento de rescisões de contrato de trabalho; não pagamento da produtividade; falta de EPI’s e falta de uma área de vivência. Os trabalhadores reivindicam ainda, o pagamento de 30% referente à periculosidade dentro do canteiro.

Após o lançamento do Edital de Convocação feito no dia 10 de janeiro de 2014 em jornal de grande circulação, as empresas recorreram à justiça já pedindo a ilegalidade da greve antes mesmo dela acontecer oficialmente.

O SINTEPAV-CE obedecendo às determinações judiciais realizou a assembleia distante pelo menos, 1000 metros, da entrada do canteiro e colocou em votação a paralisação ou não dos trabalhadores que decidiram por unanimidade cruzar os braços até que as reivindicações sejam atendidas.

Uma mediação está agenda no TRT – Tribunal Regional do Trabalho para segunda feira próxima dia 20/01/2014. O sindicato espera que nesta mediação as pendências sejam sanadas, pois uma resposta deverá ser levada aos trabalhadores no dia 21/01/2014.

CSP - Companhia Siderúrgica do Pecém, constituída pela joint venture entre a brasileira Vale e as sul-coreanas Dongkuk e Posco, com investimento da ordem de US$ 5,1 bilhões. Na atual fase do empreendimento, que está em construção no município de São Gonçalo do Amarante, localizado no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) conta com cerca de 5 mil trabalhadores. A estimativa é que a partir de setembro de 2015, quando se inicia a operação da usina que terá capacidade de produzir 3 milhões de toneladas de placas de aço por ano, serão abertos 4 mil postos de trabalho diretos e gerados outros 12 mil indiretos, com significativo acréscimo no Produto Interno Bruto estadual.

 


SINTEPAV-CE

Compartilhar a notícia